Selecção

Madaíl sobre o “caso Queiroz”: “Lamento tudo o que se está a passar”

“Aguardamos desenvolvimentos, mas ainda não fomos notificados”, assegura Gilberto Madaíl
Foto
“Aguardamos desenvolvimentos, mas ainda não fomos notificados”, assegura Gilberto Madaíl Foto: Nuno Ferreira Santos

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Gilberto Madaíl, diz lamentar a situação que está a ser vivida pela selecção nacional, que regressa ao trabalho esta terça-feira para começar a preparar os primeiros dois jogos de apuramento para o Euro 2012 sem a presença do seu técnico principal.

“Lamento tudo o que se está a passar”, afirmou o líder da FPF, à margem da concentração dos 20 convocados para os jogos com Chipre e Noruega. Madaíl adianta que a Federação está ainda à espera de novos desenvolvimentos relativos ao castigo que a Autoridade Antidopagem de Portugal poderá aplicar a Carlos Queiroz. “Aguardamos desenvolvimentos, mas ainda não fomos notificados”, assegura.

Gilberto Madaíl esteve no hotel onde a comitiva da selecção se reuniu ao final da manhã desta terça-feira para mostrar “confiança em todos os técnicos e jogadores” e acredita que a equipa não vai ser afectada desportivamente pela ausência do seleccionador. “Temos jogadores com muita tarimba e capacidade para passar por cima disto. Eles já jogam em automático”, assegura o presidente da FPF.

Madaíl voltou também a reiterar confiança em Queiroz, garantindo que a FPF considerou que foram atingidos os objectivos mínimos relativos à participação de Portugal no Mundial da África do Sul e que o castigo aplicado ao treinador é consequência de factos dos quais teve conhecimento posteriormente.