Sporting

Paulo Sérgio: “Não tenho qualquer complexo de inferioridade ou temor”

Paulo Sérgio vai assinar pelo Sporting por duas temporadas
Foto
Paulo Sérgio vai assinar pelo Sporting por duas temporadas nFactos/Fernando Veludo

Paulo Sérgio, que será o treinador do Sporting na próxima época, afirmou nesta terça-feira que o objectivo em Alvalade é ser campeão e garante estar preparado para o cargo.

“A primeira coisa que quero dizer é para os sportinguistas que possam ter algumas dúvidas devido aos pouco anos de treino que tenho, à idade, o que quer seja. Posso sossegá-los, porque a partir do primeiro dia em que começar a trabalhar com o emblema do leão o objectivo é só um: ganhar, vencer, ser campeão”, afirmou o ainda técnico do Vitória de Guimarães, em conferência de imprensa.

Paulo Sérgio acrescentou que mudar-se para um clube grande era um objectivo pessoal e frisou estar preparado. “Não tenho qualquer complexo de inferioridade ou temor. Estou muito confiante em mim e na estrutura que me acompanhará”, disse o técnico, de 42 anos: "Vou de peito aberto, nada disto me faz confusão", sublinhou.

Paulo Sérgio, que revelou que as negociações começaram e terminaram na segunda-feira e que "houve interesse tripartido neste desfecho", admitiu que teria sido preferível o anúncio ser adiado.

"O 'timing' não é meu. Para mim, seria muito mais cómodo ser anunciado no final, mas o Sporting é uma SAD, há obrigatoriedades para com a CMVM, mas seria muito mais agradável que fosse no final do campeonato", reconheceu.

Paulo Sérgio quis ainda "deixar muito bem vincado aos adeptos do Vitória que é uma honra tremenda representar o clube, com uma massa adepta fantástica só equiparável à dos 'três grandes'" e prometeu que terá "a cabeça e o espírito" no clube até 9 de Maio, porque está "empenhadíssimo em colocá-lo nas competições europeias".

Sobre ter chegado a um "grande" aos 42 anos, disse que esse era o objetivo do trabalho de todos os dias.

"Nunca ninguém me levou a lado nenhum, nunca tive um empresário, nem enquanto jogador, mas sempre acreditei que com o trabalho os resultados aparecem. Foi tudo à base do trabalho e, para mim, 'grupo' é uma palavra mágica", afirmou.

Até ao final do campeonato, Paulo Sérgio assegurou que não vai voltar a falar sobre o Sporting, caso contrário, abandonará a sala de imprensa.

Já Paulo Pereira, vice-presidente para o futebol do V. Guimarães, que prometeu que até ao final do campeonato deve ser anunciado o novo treinador do Vitória de Guimarães, disse sentir "alguma mágoa" por ver partir Paulo Sérgio e a sua equipa técnica, sendo que, por outro lado, a sua saída deu "razão à sua contratação".

Paulo Pereira elogiou o trabalho do ainda treinador da equipa e disse que os responsáveis vitorianos "confiam no total empenho e dedicação do Paulo Sérgio até final do campeonato".

Notícia actualizada às 19h23
Sugerir correcção