Liga

Paços continua ganhar e a subir para desgosto do V. Setúbal

Manuel Fernandes não está a conseguir tirar o V. Setúbal de zona perigosa
Foto
Manuel Fernandes não está a conseguir tirar o V. Setúbal de zona perigosa Hugo Correia/Reuters (arquivo)

O Paços de Ferreira continua a somar pontos e é cada vez mais uma equipa a lutar pela Europa e nem tanto pela manutenção. A vítima de hoje foi o Vitória de Setúbal, derrotado num jogo marcado pelo mau tempo na Mata Real e por uma chuva de golos. A equipa da casa ganhou por 5-3.

Os pacenses chegaram ao intervalo a vencer num relvado marcado pelo mau tempo e depois de ter sofrido um golo quando muita gente ainda procurava lugar nas bancadas. Mas o V. Setúbal parece estar novamente em quebra, depois de uma série de bons resultados e, ainda na primeira parte, não só permitiu o empate, como praticamente deixou o adversário resolver o desafio.

De pouco valeu o aproveitamento que Keita retirou da distracção da defesa pacense quando estavam decorridos apenas 3’. Pizzi, o jovem que no mercado de Inverno chegou a Paços proveniente da Covilhã, estabeleceu (26’) a igualdade, ao aproveitar um ressalto após um livre de Maykon. O mesmo Pizzi esteve na origem do lance do segundo golo ao arrancar o cruzamento que acabou na mão de Bruno Ribeiro. Grande penalidade que William converteu (aos 32’). O avançado brasileiro pouco depois falhou uma boa oportunidade, mas em cima do intervalo Maykon recebeu no peito e disparou para o fundo da baliza de Mário Felgueiras.

Na segunda parte, continuou a chuva e os golos. O V. Setúbal voltou a ser a primeira equipa a marcar, com um grande golo de Hélder Barbosa, que rematou muito forte, aos 51’, sem hipóteses para Coelho. Mas a festa dos sadinos durou pouco. Quatro minutos depois, o guarda-redes Mário Felgueiras cometeu uma asneira num remate de Bruno Di Paula e Danielson aproveitou para marcar na recarga. Paulo Regula, aos 83’, aproveitou um cruzamento de Djikiné para reduzir a diferença. Mas, aos 89’, William acabou com todas as dúvidas ao fazer o 5-3 com um bom cabeceamento, após cruzamento de Maykon.