Londres

Estúdios de Abbey Road vão à praça

Não se sabe se é só o edifício ou a própria marca Abbey Road que estão à venda
Foto
Não se sabe se é só o edifício ou a própria marca Abbey Road que estão à venda DR

Os estúdios de Abbey Road, em Londres, imortalizados pelo álbum dos Beatles com o mesmo nome, foram postos à venda pela EMI; e esta notícia enchia ontem mais de um quarto da primeira página do circunspecto "Financial Times".

Cinco pessoas conhecedoras da situação contaram ao jornal que a editora anda afanosamente à procura de compradores para a histórica propriedade situada no bairro de St. John"s Wood, podendo a venda render dezenas de milhões de libras.

Não se sabe se é só o edifício ou a própria marca Abbey Road que estão à venda. O nome em si, a marca, vale mais do que a construção, comentou ao jornal um advogado especialista em marketing e media.

Em 1929 a EMI comprou a casa com o número 3 de Abbey Road por 100.000 libras (o que hoje em dia equivaleria a 114.700 euros) e transformou-a nuns estúdios de gravação de renome mundial. Agora, a venda serviria para se redimir de um negócio bastante acidentado que em 2007 fez com a empresa de fundos de investimento Terra Firma.

Paul McCartney, John Lennon, Ringo Starr e George Harrison colocaram Abbey Road na história, ao utilizar esses estúdios para 90 por cento das gravações que os Beatles fizeram de 1962 a 1969; e ao dar o nome desta rua ligada à sua própria história ao último álbum que gravaram juntos.

Mas àqueles estudos estão ligados outros nomes grandes da música popular, como os Pink Floyd (gravaram ali Dark Side of the Moon), os Radiohead ou os Blur.

Sugerir correcção