Torne-se perito

"Avatar" ultrapassou "Titanic" e já é o maior êxito de bilheteira de sempre

Foto

O filme "Titanic" do realizador James Cameron parecia imbatível e conseguiu sê-lo até esta terça-feira, quando a Century Fox anunciou que as receitas de bilheteira de "Avatar", do mesmo realizador, ultrapassaram as do filme lançado há doze anos

O épico de ficção científica filmado em 3D digital atingiu esta terça-feira os 1,859 mil milhões de dólares (1,28 mil milhões de euros), mais do que 1,843 mil milhões de dólares (1,27 mil milhões de euros) de "Titanic" em lucros de bilheteira.

Parte desse recorde é conseguido porque os bilhetes de cinema são hoje mais caros do que há doze anos, quando "Titanic" foi lançado. O filme de Dezembro de 1997 chegou aos 125 milhões de bilhetes vendidos apenas nos Estados Unidos, enquanto "Avatar" não atingiu ainda a barreira dos 100 milhões.

Mesmo assim, foi o mais rápido de todos os tempos a ultrapassar a barreira dos mil milhões em receitas de bilheteira e precisou apenas de seis semanas para chegar a "número um", podendo assim vir a superar "Titanic" também em número de bilhetes vendidos.

O filme passa-se no ano 2154 e conta a aventura de um ex-combatente, Jake Sully, no planeta Pandora, uma lua habitada pelo povo Na''vi. Demorou mais de cinco anos a fazer e será um dos mais caros de sempre, com um orçamento entre os 200 e os 350 milhões de euros - os números são aproximados porque nunca foram divulgados oficialmente.

Ao superar "Titanic", nas receitas de bilheteira, "Avatar" fez recuar "O Senhor dos Anéis: O Regresso do Rei" (1,13 mil milhões de dólares) para terceira posição, seguido de "Piratas das Caraíbas: o Cofre do Homem Morto" (com 1,06 mil milhões de dólares).

Com este regresso às grandes produções desde "Titanic", James Cameron passou a ser o realizador dos dois filmes, com maiores receitas, de todos os tempos. O filme venceu os Globos de Ouro de Melhor Filme e Melhor Realizador, prémios que são um bom indicador para os Óscares em Março.

Sugerir correcção