Viciação de resultados

Escândalo das apostas afecta 17 países e envolve jogos de basquetebol e ténis

O escândalo da viciação de resultados e apostas desportivas afecta afinal 17 países e envolve jogos de basquetebol, ténis e futebol, segundo revela hoje o semanário alemão "Der Spiegel".

O "Der Spiegel", que apenas vai para as bancas na segunda-feira, não especifica quais os novos 10 países envolvidos no “caso”.

Até ao momento, a procuradoria de Bochum, Alemanha, que centraliza as investigações, apenas referiu situações suspeitas na Bélgica, Suíça, Croácia, Eslováquia, Turquia, Bósnia e Áustria.

O semanário garante que está a ser investigado um jogo de basquetebol da Liga alemã disputado em Junho e um encontro de pares femininos, jogado em Abril na localidade marroquina de Fez.

Cerca de 200 encontro, entre os quais quatro da Liga Europa e três da Liga dos Campeões, terão sido manipulados pela máfia das apostas.

As autoridades alemãs ainda não avançaram a identidade dos suspeitos detidos, nem forneceram mais investigações, para não prejudicarem as investigações, que se centram em factos ocorridos exclusivamente em 2009.

A equipa de futebol alemã SSV Ulm, que milita na Liga Regional, despediu sexta-feira três jogadores que estarão envolvidos e o "Der Spiegel" refere que há futebolistas dispostos a confessar a sua implicação.

A UEFA já qualificou o processo como o maior escândalo do futebol europeu.

Sugerir correcção