Michael Schumacher cancela regresso à F1

Foto
Schumacher já não vai participar no GP da Europa Reuters (arquivo)

“Ontem (segunda-feira) à noite, tive de informar o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, e o líder da equipa, Stefano Domenicali, que, infelizmente, não estou em condições de substituir Felipe (Massa)”, escreveu o alemão.

Schumacher diz que fez os possíveis: “Tentei tudo para que o regresso temporário fosse possível, mas continuaram as dores no pescoço, que senti após o primeiro dia de testes privados em Mugello”.

“A lesão causada pelo acidente de moto, em Fevereiro, ainda não está debelada, o que faz com que o meu pescoço ainda não aguente o intenso stress causado por um Fórmula 1”, explicou o ex-piloto germânico.

Desta forma, o anunciado regresso às pistas, para substituir provisoriamente o acidentado brasileiro Felipe Massa, não vai poder acontecer.

“Estou desapontado e lamento pela Ferrari e por todos os adeptos que estavam a cruzar os dedos por mim. Posso apenas repetir que tentei tudo que estava ao meu alcance”, finalizou Michael Schumacher.

"Schumi" tinha sido indicado pela Ferrari como o substituto de Massa no GP da Europa, em Valência, agendado para dia 23 deste mês. Nesta altura, não é ainda claro se a equipa italiana vai apresentar apenas um piloto (Kimi Raikkonen) em Valência.

Sugerir correcção
Comentar