Bobby Robson

Clubes e curriculo

Bobby Robson ao lado de José Mourinho no banco do Barcelona
Foto
Bobby Robson ao lado de José Mourinho no banco do Barcelona DR

Três semanas depois de ter passado mais uma vez pelo Algarve, para marcar presença no "seu" torneio anual de beneficência, no Vila Sol, em Vilamoura, "Sir" Bobby Robson faleceu na sua casa, no condado de Durham, segundo um comunicado da família.

Um dos maiores símbolos do futebol inglês, Robson deixou também a sua marca em Portugal, numa passagem que começou logo depois de se ter sagrado duas vezes consecutivas campeão da Holanda, pelo PSV Eindhoven.

Foi também bicampeão em Portugal, ao serviço do FC Porto (1994/95 e 1995/96), depois de ter sido demitido do Sporting, clube ao qual chegou em 1992, pelas mãos de Sousa Cintra, presidente que viria a trocar o inglês por Carlos Queiroz na segunda temporada do inglês nos "leões".

Ao cabo de quase duas décadas como jogador, repartindo a carreira entre o Fulham, West Bromwich Albion e Vancouver Royals (Canadá), foi como treinador que o seu nome colheu maior respeito no mundo do futebol, embora tenha no currículo, ainda como futebolista, 20 internacionalizações, quatro golos e as presenças nos Mundiais de 1958 (Suécia) e 1962 (Chile) ao serviço da Inglaterra.

Foi também com a selecção inglesa, mas como treinador, que Bobby Robson se afirmou como um dos melhores treinadores da altura, servindo a equipa de "Sua Majestade" entre 1982 1990. Em 1986, no México, chegou aos quartos-de-final, eliminado pela futura campeã Argentina, de Diego Armando Maradona. Quatro anos depois, em Itália, foi ainda mais longe, acabando por ser travado nas meias-finais, e nas grandes penalidades, pela Alemanha, que também viria a erguer o troféu.

Logo depois da boa campanha no Mundial de Itália, foi condecorado com a Ordem do Império Britânico. Doze anos depois, recebeu o título de cavaleiro.

Muito antes de merecer o convite para a selecção, Bobby Robson iniciou-se como técnico em 1967/68, logo na época seguinte ao seu último ano como jogador. Arrumadas as botas, passou do relvado para o banco do Fulham, clube que representou durante 11 temporadas, jogando ainda cinco épocas pelo WBA.

Em 1981, na penúltima das 14 temporadas ao serviço do Ipswish Town, conquistou o seu primeiro troféu europeu, quando ganhou a Taça UEFA. Em 1997, com José Mourinho (que o tinha acompanhado desde a chegada ao Sporting) como fiel adjunto e os futebolistas lusos Vítor Baía, Fernando Couto e Luís Figo, ergueu, com as cores do FC Barcelona, a extinta Taça dos Vencedores das Taças.

Quase 38 anos depois de se ter iniciado como técnico no Fulham, Bobby Robson terminou a carreira após ter sido despedido do Newcastle, pouco depois do arranque da temporada de 2004/2005, e ao cabo de seis temporadas a orientar o clube do coração.

Nome: Robert William RobsonData de nascimento: 18/02/1933
Nacionalidade: Inglesa (Sacriston)

Carreira como jogador

Fulham (1950/56)


West Bromwich (1956/62)


Fulham (1962/67)


Vancouver (1967/68)


Carreira como treinador

Fulham (1968)


Ipswich (1969/1982)


Selecção inglesa (1982/1990)


PSV (1990/92)


Sporting (1992/1994)


FC Porto (1994/1996)


Barcelona (1996/97)


PSV (1998/99)


Newcastle (1999/04)


Títulos

Taça de Inglaterra (1978)


Taça UEFA (1981)


Campeonato holandês (1991 e 1992)


Taça de Portugal (1994)


Campeonato português (1995 e 1996)


Supertaça de Espanha (1996)


Taça do Rei (1997)


Taça das Taças (1997)


Sugerir correcção