Autor de vários livros de gastronomia e de tradição gastronómicas

Morreu o historiador e gastrónomo Alfredo Saramago

Foto
Rui Gaudêncio

Alfredo Saramago, autor de várias obras de história e antropologia das tradições gastronómicas portuguesas, morreu hoje, aos 70 anos.

Nascido em 1938, no concelho alentejano de Arronches, Alfredo Saramago formou-se na área das Ciências Sociais e Humanas. Em Inglaterra, doutorou-se em Antropologia e trabalhou como investigador.

Como um dos principais investigadores portugueses da história da Alimentação, centrou grande parte da sua obra na gastronomia do país, passando pelos hábitos alimentares alentejanos, algarvios, das beiras, Minho e Trás-os-Montes. Também os vinhos tiveram destaque no seu trabalho. No livro “125 vinhos”, publicado no ano passado pela Assírio Alvim, a editora que ao longo de dez anos representou Alfredo Saramago, o alentejano escolheu os melhores vinhos do país.

É também autor de "Cozinha Para Homens - a honesta volúpia" (2007), "Para uma História da Alimentação de Lisboa e seu Termo" (2004), "Para uma História da Alimentação no Alentejo" (1997), "Doçaria dos Conventos de Portugal" (1997), entre outras obras.

Era actualmente director da revista "Épicur".

O corpo de Alfredo Saramago está em câmara ardente na Igreja de Santo Condestável, em Lisboa. O funeral realiza-se amanhã, pelas 10h00, para o Cemitério dos Prazeres.

Sugerir correcção