Principal linha de investigação em curso

Ministério Público: compra de submarinos pode ter financiado o CDS-PP

Há escutas sobre o caso entre o empresário e responsável pelas contas do CDS-PP Abel Pinheiro e Paulo Portas.
Foto
Há escutas sobre o caso entre o empresário e responsável pelas contas do CDS-PP Abel Pinheiro e Paulo Portas. David Clifford/PÚBLICO (arquivo)

O Ministério Público (MP) suspeita que o negócio dos submarinos, concretizado na altura em que Paulo Portas era ministro da Defesa, possa ter financiado o CDS-PP, avança hoje o “Correio da Manhã (CM)".

De acordo com o jornal, o inquérito está aberto há um ano e partiu de indícios recolhidos no âmbito do caso Portucale, incluindo escutas de conversas entre o então empresário e responsável pelas contas do CDS-PP Abel Pinheiro e o presidente do partido Paulo Portas.

Os investigadores, segundo o jornal, querem conhecer a origem dos 1.060.250 euros depositados nas contas do CDS-PP em montantes inferiores a 12.500 euros no período de 27 a 30 de Dezembro de 2004 e se essa verba beneficiou o partido como contrapartida pelos esforços do ministro Paulo Portas na atribuição do fornecimento dos submarinos aos alemães da German Submarine Consorcio.