Instituto de Meteorologia regista sismo com magnitude 5,4 na escala de Richter

Foto
PUBLICO.PT

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, o epicentro localizou-se a 117 quilómetros a sudoeste do Cabo de S. Vicente. Segundo o Instituto Geográfico Nacional espanhol, o sismo foi registado às 14h16 e o seu epicentro localizou-se nas coordenadas 36.43 de latitude Norte e 9.76 de longitude Oeste.

O tremor foi sentido do norte ao sul de Portugal, com especial incidência no Algarve, mas também no território espanhol, de Vigo a Huelva, com uma intensidade IV na escala de Mercali, segundo o instituto espanhol.

Em Portugal o abalo foi sentido em Lisboa, Setúbal, Guimarães, Leiria, Figueira da Foz, Évora, Beja, Lagos, Portimão, Faro, Vila Real de Santo António e Tavira segundo informações transmitidas por residentes nessas localidades. Também em Coimbra, Matosinhos, Porto, Santo Tirso, Valongo, Santarém, Alcobaça e Caldas da Rainhas, entre outras, há relatos da ocorrência do abalo.

Em Vila do Bispo, a localidade mais próxima do epicentro do sismo, foi registado um pequeno tremor mas, segundo fonte da Câmara Municipal, em declarações ao PUBLICO.PT, não há registo de danos pessoais ou materiais.

O PUBLICO.PT tentou obter alguma informação junto do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil, mas sem sucesso.

Eduardo Cansado Carvalho, da Sociedade Portuguesa de Engenharia Sísmica, explicou à SIC Notícias que a magnitude registada no sismo desta tarde “não tem consequências ao nível da construção”, sendo que só a partir da magnitude 6 na escala de Richter poderão ser provocados alguns danos em edifícios e outras estruturas.

O especialista sublinhou que, “em princípio”, e dada a magnitude registada e a localização do epicentro, não haverá réplicas.