Perfil de Teresa Gouveia

A nova ministra dos Negócios Estrangeiros, Teresa Gouveia, volta a integrar um elenco ministerial na sequência de uma polémica em torno do seu antecessor, à semelhança do que já em 1993 acontecera, quando foi chamada para o lugar de Carlos Borrego.

Teresa Gouveia, que substitui António Martins da Cruz, afastado pelo alegado favorecimento da sua filha no acesso à universidade, ocupou em 1993 a pasta do Ambiente depois de o titular, Carlos Borrego, ter apresentado demissão na sequência de uma anedota contada em público e que suscitou a indignação em meios sociais e políticos.

Maria Teresa Pinto Basto Gouveia, 57 anos, ocupa actualmente a presidência da Fundação de Serralves, para a qual foi nomeada em substituição de João Marques Pinto em Janeiro de 2001, a tempo da abertura oficial do Porto Capital da Cultura 2001.

Em paralelo, representa o Governo português no Grupo de Reflexão encabeçado pelo ex-Presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso para a reforma da comunidade ibero-americana. Nesta qualidade participou na reunião de chefes das diplomacias ibero-americanos do passado dia 1 de Outubro no Estoril.

Conhecida desde sempre por Teresa Patrício Gouveia, irmã de António Patrício Gouveia, chefe de gabinete de Sá Carneiro, o seu percurso político é marcado pela discrição e reserva da vida privada. Deputada social-democrata desde 1987, foi sucessivamente eleita pelos círculos de Lisboa (1987-95), Beja (1995-99) e Porto (desde 1999).

Nesta qualidade, durante a legislatura de 1995-99, integrou a comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros, tendo na actual legislatura assumido a vice-presidência da comissão de Assuntos Europeus e Política Externa. Integra ainda a comissão parlamentar de Defesa.

Sob os governos de Aníbal Cavaco Silva, Teresa Gouveia ocupou sucessivamente os cargos de secretária de Estado da Cultura (1985-1989), secretária de Estado do Ambiente (1991-1993) e ministra do Ambiente (1993-1995).

Antes, dirigira o gabinete das relações internacionais do Ministério da Cultura e Coordenação Científica (1982-1985) e esteve dois anos à frente do gabinete de Relações Culturais Internacionais do Ministério dos Negócios Estrangeiros (1981-82), quando André Gonçalves Pereira era o titular da pasta.

Teresa Gouveia passou também pelo Conselho da Europa, onde desempenhou as funções de vice-presidente e presidente do Comité director de Cooperação Cultural (1984-87).

Nascida em Lisboa a 18 de Julho de 1946, é licenciada em História pela Universidade Clássica de Lisboa.

Lusa
Nova ministra dos Negócios Estrangeiros

Teresa Gouveia toma posse amanhã

Teresa Gouveia vai substituir Martins da Cruz
Foto
Teresa Gouveia vai substituir Martins da Cruz António Cotrim/Lusa

Teresa Gouveia vai ser empossada pelo Presidente da República no cargo de ministra dos Negócios Estrangeiros amanhã, em cerimónia que se realiza no Palácio de Belém pelas 18h00.

Fonte da Presidência disse à Lusa que o primeiro-ministro, Durão Barroso, telefonou ao Presidente Jorge Sampaio, comunicando-lhe o nome da substituta de Martins da Cruz, antes de ser anunciado oficialmente.

A ex-ministra do Ambiente Teresa Gouveia, 57 anos, licenciada em História pela Universidade Clássica de Lisboa, é a primeira mulher a chefiar a diplomacia portuguesa.

Nos governos de Cavaco Silva, Teresa Gouveia foi secretária de Estado da Cultura, do Ambiente e chegou a ministra do Ambiente.

Assumiu depois o lugar de deputada na bancada social-democrata na Assembleia da República e actualmente ocupava a presidência da Fundação de Serralves. Foi também porta-voz da Comissão Política Nacional do PSD.

Teresa Gouveia era também, até agora, membro do Conselho Consultivo do jornal PÚBLICO.

A nova ministra dos Negócios Estrangeiros ocupará o cargo na sequência da demissão de ontem de António Martins da Cruz, que abandonou o Governo depois da polémica em torno do alegado favorecimento da sua filha no acesso à universidade, situação que levou igualmente à saída do ministro da Ciência e do Ensino Superior, Pedro Lynce.

Sugerir correcção