Aos 102 anos

Morreu o cineasta André de Toth

O realizador norte-americano de origem húngara André de Toth faleceu anteontem, em Burbank (Califórnia), EUA, aos 102 anos de idade, anunciou ontem o Instituto Lumière, em Paris.

O cineasta, cujo verdadeiro nome era Andreas Toth, iniciou a sua carreira no cinema em 1939, na Hungria, com o filme "Semmelweiss". Após a invasão da Polónia pela Alemanha, em 1939, o realizador exilou-se nos EUA, onde iniciou em 1943 uma nova carreira como especialista em filmes de acção.

Criativo e multifacetado, André de Toth percorreu todos os géneros cinematográficos: desde o cinema de espionagem e de aventuras exóticas até ao fantástico e, sobretudo, o "western", o seu género preferido. Na sua carreira destacam-se ainda os "westerns" "Day of the Outlaw", de 1959 (na foto), e "The Indian Fighter", com Kirk Douglas, de 1955, considerados obras-primas pela crítica, que chegou a equiparar André de Toth a cineastas como John Ford, Raoul Walsh ou Fritz Lang.