APRENDER COM O PÚBLICO

Racismo cruza com ignorância, preconceito e desumanidade

Continuando a guiar-nos pela aventura do cruciverbalismo, Paulo Freixinho orienta a proposta de atividades desta semana a partir do texto “Agora tudo é racismo”. Seguem-se outras sugestões PÚBLICO na Escola assentes no princípio de que só poderás combater o racismo se o conheceres e identificares as suas diferentes manifestações. O tema dos desafios desta semana não tem limites: nem na duração, nem nos destinatários, nem nas estratégias. Não é assunto de uma disciplina, mas de todas as disciplinas.

palavras-cruzadas,cidadania-desenvolvimento,sugestoes-atividades,aprender-publico,publico-escola,racismo,
Fotogaleria
Paulo Freixinho
palavras-cruzadas,cidadania-desenvolvimento,sugestoes-atividades,aprender-publico,publico-escola,racismo,
Fotogaleria
Paulo Pimenta

PROPOSTA DE ATIVIDADE por Paulo Freixinho

Há uma diferença entre «criar» e «fazer» Palavras Cruzadas.
Quem «cria» é o «cruciverbalista», quem «faz» é o «cruzadista». Na semana passada foste cruzadista. Esta semana, desafiamos-te a seres cruciverbalista.

O que vais fazer?

Criar Palavras Cruzadas baseadas num artigo do jornal PÚBLICO

O que precisas?

1. Organizar-te em grupos de três ou quatro colegas;

2. Preparar o seguinte material:

  • Folhas de papel quadriculado;
  • Lápis;
  • Borracha;
  • Dicionário;
  • Crónica do jornal PÚBLICO “Agora tudo é racismo” de Sara Vaz Garez Gomes;
  • As Palavras Cruzadas que fizeste na semana passada para que, ao visualizares esse exemplo, compreendas melhor as instruções que se seguem.

Como começar?

1. Numa folha de papel quadriculado, desenha um quadrado com 15 quadrículas de altura por 15 quadrículas de largura: já tens uma área onde vais tentar cruzar todas as palavras;

2. Lê o texto do PÚBLICO “Agora tudo é racismo”;

3. Seleciona e anota 10 palavras que aches importantes de acordo com o tema do texto ou/e palavras diferentes/que não conheces;

4. Na folha onde desenhaste a grelha, num espaço livre, escreve as 10 palavras escolhidas, por ordem alfabética.

Chegou a hora de cruzar as palavras na grelha

É bem divertido, mas precisas de ter atenção ao escrever as palavras: uma letra em cada quadrícula é a regra;

1. Começa por escrever na horizontal a primeira palavra que selecionaste, talvez a maior;

2. Olha para a lista de palavras ordenadas e escolhe uma que comece por uma das letras da primeira palavra já escrita (mais uma vez, escolhe uma palavra com muitas letras);

3. Escreve-a na vertical (se, por acaso, não houver nenhuma palavra que comece por uma das letras da primeira palavra escrita, apaga-a e escolhe outra para começar);

4. Volta a escrever na grelha uma palavra na horizontal: olha para a lista e escolhe uma palavra que dê para cruzar na palavra que está na vertical. E pronto, a mecânica é sempre esta.

5. Quando tiveres as 10 palavras na grelha pega noutra folha de papel quadriculado e desenha a grelha formada pelo cruzamento das palavras, sem letras (com atenção, para não te enganares a contar o número de letras de cada palavra);

6. Numera cada uma das primeiras quadrículas que dão início a cada palavra (por vezes, há palavras, uma na horizontal e outra na vertical, que começam pela mesma quadrícula ficando com o mesmo número).

Recomendações:

  • Não podes escrever a palavra horizontal logo por baixo da primeira, pois irias formar, na vertical, uma série de palavras de duas letras que, muito possivelmente, não significavam nada. Tens de deixar espaço entre cada palavra;
  • Para que a grelha não fique muito comprida ou larga, há que tentar cruzar mais do que uma palavra nas palavras maiores;
  • Conta bem as letras de cada palavra para não te enganares.

Agora há que criar as pistas: uma por cada palavra
Tens várias opções:

  • Aproveitar frases do texto sobre o racismo, para que as pessoas tentem encontrar a palavra que falta;
  • Compor pistas baseadas na tua interpretação do texto;
  • Ir ao dicionário procurar o significado das palavras.

1. Define as pistas das palavras na horizontal;

2. Define as pistas das palavras na vertical;

3. Numera as pistas com os mesmos números das palavras a que se referem.

E pronto! Criaram as vossas Palavras Cruzadas! Parabéns!

Chegou o momento de as trocarem com as dos vossos colegas que aceitaram o mesmo desafio.

Mas, antes de as tentarem resolver, conversem sobre o que gostaram mais, as dificuldades, as estratégias que cada um adotou, as diferentes opções para criarem as pistas, analisem as semelhanças e diferenças do resultado da mesma tarefa criada a partir do mesmo texto. E para enriquecer o desafio vão ao site do Paulo Freixinho e comparem com as que ele criou. 

Se gostaram deste desafio, podem tornar as Palavras Cruzadas numa presença assídua no jornal da escola, no blogue da vossa turma, no site da escola. Podem criar Palavras Cruzadas relacionadas com temas do vosso interesse, com conteúdos das disciplinas, projetos da escola, acontecimentos da atualidade, trabalhos do vosso jornal escolar (à semelhança das do PÚBLICO)

Divirtam-se e enviem-nos os vossos trabalhos. Nós prometemos mostrar ao Paulo Freixinho e publicar algumas no PÚBLICO na Escola.

OUTRAS SUGESTÕES

O texto que te trazemos hoje é uma crónica que “ilustra" e reflete sobre situações de racismo.

No séc. XXI, o racismo continua bem presente na sociedade exigindo discussão e consciencialização de todos para que deixe de ser um assunto que preenche as páginas dos jornais.

Por isso, a sugestão que hoje te propomos não tem limites: nem na duração, nem nos destinatários, nem nas estratégias. Não é assunto de uma disciplina, mas de todas as disciplinas.

Envolve um tema do tamanho da humanidade e, por isso, a tua imaginação e capacidade de mobilização são o limite.

O que te propomos é que este texto seja um ponto de partida.

Selecionámos uma série de trabalhos do PÚBLICO que te podem ajudar na contextualização, investigação e discussão deste complexo fenómeno social, com amigos, com professores, com os teus familiares. Mas, basta colocares a palavra “RACISMO" na lupa de pesquisa do PÚBLICO para encontrares uma enorme diversidade de conteúdos.

Conheceres o racismo e as suas diferentes manifestações é essencial para o poderes combater:

https://acervo.publico.pt/racismo-em-portugues

https://acervo.publico.pt/racismo-em-portugues/o-que-e-o-racismo

Primeira bailarina negra no Staatsballet Berlim luta contra o racismo no ballet

Numa primeira fase sugerimos-te que recolhas dois tipos de testemunhos:

1. Depoimentos de quem já observou e/ou foi vítima de alguma situação de racismo, à semelhança do que lemos neste texto.

2. Respostas à pergunta “O que é o racismo?” colocada a um grupo de pessoas, o mais diversificado possível .

Depois, com a ajuda dos teus professores, podes partilhar esses testemunhos escolhendo diferentes formatos (textos, gravação vídeo, podcasts...)

Deixamos-te como inspiração esta galeria de vídeos: O QUE É O RACISMO?

O que é o racismo?

Queremos ver os vossos trabalhos. Enviem para publiconaescola@publico.pt 

Sigam-nos em https://www.facebook.com/PublicoNaEscola

Nota: O Jornal PÚBLICO não é escrito segundo o acordo de 1990.