Encontro Nacional de Jovens Jornalistas

“Uma oportunidade para conhecer o mundo do jornalismo nas outras escolas”

Mais de 100 alunos de dezenas de escolas de todo o país participaram no primeiro Encontro Nacional de Jovens Jornalistas, em Lisboa. Iniciativa partiu do jornal escolar EçaNews, com o apoio da DGE e do PÚBLICO.

RG Rui Gaudêncio - 27 Abril 2022 - Workshops do Público na Escola com alunos de todo o país na Escola Secundária Eça de Queirós. Lisboa. Público�
Fotogaleria
Durante a tarde, os alunos participaram em workshops orientados por jornalistas do PÚBLICO Rui Gaudêncio
RG Rui Gaudêncio - 27 Abril 2022 - Workshops do Público na Escola com alunos de todo o país na Escola Secundária Eça de Queirós. Lisboa. Público�
Fotogaleria
Durante a tarde, os alunos participaram em workshops orientados por jornalistas do PÚBLICO Rui Gaudêncio
RG Rui Gaudêncio - 27 Abril 2022 - Workshops do Público na Escola com alunos de todo o país na Escola Secundária Eça de Queirós. Lisboa. Público�
Fotogaleria
RG Rui Gaudêncio - 27 Abril 2022 - Workshops do Público na Escola com alunos de todo o país na Escola Secundária Eça de Queirós. Lisboa. Público Rui Gaudêncio
RG Rui Gaudêncio - 27 Abril 2022 - Workshops do Público na Escola com alunos de todo o país na Escola Secundária Eça de Queirós. Lisboa. Público�
Fotogaleria
Durante a tarde, os alunos participaram em workshops orientados por jornalistas do PÚBLICO Rui Gaudêncio

Sofia Araújo, 12 anos, acordou às quatro da manhã para apanhar o comboio de Braga para Lisboa. Saíra de Ponte de Lima, o destino final era o Encontro Nacional de Jovens Jornalistas, na Escola Secundária Eça de Queirós, em Lisboa. Por iniciativa do jornal escolar EçaNews, mais de 100 alunos de vários pontos do país estiveram nesta quarta-feira juntos pela primeira vez, unidos pelo jornalismo escolar.

Foto
A direção do jornal escolar EçaNews DR

“Sabia que ia ser cansativo, mas que valeria a pena”, disse Sofia, já depois de ter apresentado à plateia o jornal em que escreve, o Comunica, do Agrupamento de Escolas de Freixo — momento durante o qual partilhou que uma das maiores preocupações que tinha, enquanto redatora do jornal online, era “dar voz à comunidade”.

Com ela vieram dois colegas e dois professores. E como ela outros jovens jornalistas deram a conhecer as suas publicações, premiadas no Concurso Nacional de Jornais Escolares, organizado pelo PÚBLICO, através do PÚBLICO na Escola. Ao todo, participaram neste dia, na escola dos Olivais, mais de 140 alunos (103 inscritos e 38 envolvidos na organização) e perto de 40 professores, de mais de três dezenas de escolas.

Coube ao EçaNews, organizador do evento — com a Direção-Geral da Educação (DGE) e o PÚBLICO na Escola — fazer as honras da casa. Dinis Marques, o jovem diretor do jornal contou que este encontro constituiu, desde o primeiro momento, “uma oportunidade para conhecer o mundo do jornalismo nas outras escolas”. Isso mesmo havia sido dito quando, no final de novembro, a equipa do EçaNews aproveitou a cerimónia da entrega de prémios do Concurso Nacional de Jornais Escolares para lançar o desafio de pôr em marcha uma iniciativa de um dia que juntasse alunos envolvidos em jornais ou experiências de jornalismo escolar distintas e dispersas, em termos geográficos.

Foto

Na pequena sala de redação do EçaNews, à entrada da escola, estão organizadas as pastas que guardam o programa do dia. Na capa, o logótipo do encontro desenhado por Maria Inês Curto: uma mão que segura um jornal, inspirada nos ardinas. “Quando desenhei a mão reparei que parecia uma árvore, símbolo do conhecimento e da nossa expectativa de crescermos enquanto jornal”, partilha a aluna do 8.º ano. Há uma certeza que Inês e Dinis, diretor e vice-diretora, têm: o jornalismo é “uma prova de democracia”. O mesmo se pode dizer do jornalismo escolar.

Do Agrupamento de Escolas do Cerco, no Porto, chegaram João Costa e Mariana Silveira. João, que tem 13 anos, aproveitou a viagem para fazer uma reportagem fotográfica com o seu telemóvel — mostrou quando, mais tarde, falou da vontade de fazer parte de um jornal escolar. Não é o único. “Gostávamos de ter um jornal para darmos notícias importantes”, acrescentou a colega Mariana.

Das declarações do ministro da Educação, com quem partilha o nome, prestadas em vídeo para o evento, João reteve a ideia de que é importante manter sempre a ética no trabalho jornalístico: “Não podemos editar certas fotografias para que pareçam o que não são.”

João Costa, do AE do Cerco, no Porto DR
Mariana Silveira, do AE do Cerco, no Porto DR
Fotogaleria
DR

Depois de uma pausa para o almoço, que foi também uma oportunidade para jovens jornalistas se conhecerem entre si, seguiram-se quatro workshops com jornalistas do PÚBLICO: géneros jornalísticos; multimédia; jornalismo digital; design gráfico. Nas salas de aula, os alunos fizeram viagens ao passado do PÚBLICO — a começar em 1995, ano do site de estreia do jornal —, tiraram dúvidas sobre os desafios da edição papel e do online e adquiriram ferramentas para começar a fazer podcasts e infografias.

Mariana Adam, editora de online no PÚBLICO, resumiu a tarde como “uma oportunidade de partilha mútua bastante surpreendente”. Porque “tivemos perguntas muito pertinentes, do início ao fim, de pessoas que têm sede de saber”. Os alunos evidenciavam “um grau de literacia muito maior do que aquele que esperávamos”.

Sofia Araújo, do 'Comunica' DR
Gonçalo, do jornal 'A Cegonha' DR
Fotogaleria
DR

No workshop de multimédia, Gonçalo vai tirando notas e faz comentários em voz alta, de vez em quando. Integra a equipa do jornal A Cegonha, que existe desde 2018 na Escola Básica de Ribeira de Frades, em Coimbra. E se os seus 9 anos, a caminho dos 10, podiam ser sinónimo de inexperiência no mundo digital, rapidamente mostra que não: além de querer começar um podcast, sabe que os direitos de autor são algo a ter em conta. “Normalmente, no YouTube existem direitos de autor e se tu os usares podes ter de pagar uma multa”, explica. A meio da conversa, chamam-no para o auditório. Aproxima-se o fim. O que mais gostou neste Encontro Nacional de Jovens Jornalistas foi de conhecer pessoas novas e descobrir truques para concretizar o sonho de criar um podcast sem grande dificuldade.

Foto
Lotação esgotada no anfiteatro da Secundária Eça de Queiros, nos Olivais, em Lisboa DR

“Gostava que este dia fosse pretexto para ficarmos em contacto uns com os outros.” Foi com estas palavras, e com a esperança de que do encontro na Secundária Eça de Queirós saia uma comunidade, que Bárbara Simões, coordenadora do PÚBLICO na Escola, se dirigiu a todos os jovens jornalistas e professores presentes.

As inscrições para a edição deste ano letivo do Concurso Nacional de Jornais Escolares estão em curso. Jornais e revistas de escolas e agrupamentos do continente, regiões autónomas e escolas portuguesas no estrangeiro podem preencher o formulário até ao dia 15 de maio. Os materiais são enviados no período entre 1 de junho e 15 de julho de 2022.

O PÚBLICO na Escola é um projeto de educação para os media do PÚBLICO, em parceria com o Ministério da Educação e com o apoio da Fundação Belmiro de Azevedo.