Detidos dois “falsos polícias” por sequestro e roubo agravado em Monção

Os suspeitos, sem qualquer actividade profissional, têm antecedentes criminais e referências policiais por vários crimes. Foram presos em Lisboa.

Foto
Os dois suspeitos, de 21 e 22 anos, têm antecedentes criminais Paulo Pimenta
Ouça este artigo
00:00
01:25

Dois homens que alegadamente se fizeram passar por polícias foram detidos por sequestro agravado, ofensa à integridade física grave, roubo, detenção de arma proibida e tráfico de estupefacientes em Monção, revelou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ explica que, em Março de 2023, em Monção, distrito de Viana do Castelo, os "falsos polícias", acompanhados "de um terceiro homem, arrombaram a porta de entrada de uma habitação onde se encontrava um casal de namorados e agrediram violentamente o elemento do sexo masculino".

A vítima terá sido depois levada à força para um apartamento na zona de Lisboa, onde esteve privada da sua liberdade até ao final da tarde do dia seguinte, acrescenta a PJ.

De acordo com aquela polícia, "subjacente à prática destes crimes estarão negócios relacionados com o tráfico de estupefacientes".

A acção agora desenvolvida pela Directoria do Norte da Polícia Judiciária, com a colaboração da Unidade Nacional Contraterrorismo, levou à detenção, na zona da Grande Lisboa, dos dois suspeitos, de 21 e 22 anos.

"Na sequência das buscas domiciliárias realizadas, foi apreendida uma espingarda caçadeira e uma pequena quantidade de produto estupefaciente (MDMA e Ecstasy)", observa a PJ.

Os detidos, sem qualquer actividade profissional, têm antecedentes criminais e referências policiais por vários crimes, conclui a PJ.

Sugerir correcção
Comentar