Azul

Chuva deixa Peshawar debaixo de água: mortos, feridos e cortes de eletricidade

De acordo com a autoridade provincial de gestão de catástrofes, pelo menos quatro pessoas morreram e nove ficaram feridas, com numerosos edifícios danificados, na região  de Peshawar, no Paquistão.​

Trânsito numa rua inundada durante uma forte chuvada em Peshawar, Paquistão, 19 de Fevereiro de 2024 EPA/BILAWAL ARBAB
Fotogaleria
Trânsito numa rua inundada durante uma forte chuvada em Peshawar, Paquistão, 19 de Fevereiro de 2024 EPA/BILAWAL ARBAB

Chuvas fortes assolaram a cidade Peshawar, no Paquistão, durante 24 horas ininterruptas, terão causado, pelo menos quatro mortes e vários feridos, provocando ainda cortes de energia eléctrica, inundações nas estradas e perturbações no trânsito esta segunda-feira.

Além da chuv, o Paquistão está é também a ser atingido pelo frio existindo relatos de muitos turistas retidos retido na sequência de uma forte queda de neve em destinos populares como Galyat, Nathia Gali, Dunga Gali, Thandiani e Ayubiya.

As planícies e as regiões superiores de Khyber Pakhtunkhwa enfrentaram as consequências da queda contínua de neve e das chuvas pelo segundo dia consecutivo. Com a persistência do mau tempo, um total de trezentos e seis alimentadores dispararam em diferentes zonas, deixando a maioria das regiões sem electricidade durante mais de catorze horas.  As chuvas inundaram as zonas baixas de Peshawar, da capital da província.

A acumulação de água nas principais auto-estradas de Peshawar causou graves problemas aos passageiros, tendo a principal zona comercial de Peshawar, a University Road, parecido um cenário de inundação. Apesar da cessação das chuvas, o tráfego permaneceu bloqueado durante horas.

A água  inundou a Grand Trunk Road, a Kohat Road, a Warsak Road, a University Road e outras estradas principais devido a um débil sistema de drenagem. O serviço de ligação do Bus Rapid Transit na estrada de Kohat foi suspenso quando a água da chuva inundou a estrada.

Os comerciantes também se queixam dos danos causados pelas inundações. Os representantes dos comerciantes afirmaram que tinham solicitado ao governo e ao Banco Asiático de Desenvolvimento que indemnizassem os comerciantes pelos seus prejuízos, mas que ninguém tinha dado ouvidos aos seus pedidos.

Os comerciantes criticaram a Peshawar Electric Supply Company e a Water and Sanitation Services Company Peshawar pelo seu fraco desempenho. Afirmaram que a chuva de dois dias expôs o mau desempenho destas empresas. O departamento meteorológico prevê a continuação da chuva nas planícies de Khyber Pakhtunkhwa e a queda de neve nos distritos superiores durante as próximas 24 horas.

Em Murree, os ventos fortes provocaram a queda dos telhados de numerosas casas. Os estragos estenderam-se às infra-estruturas eléctricas, uma vez que vários alimentadores dispararam, levando à suspensão do fornecimento de electricidade na maioria das zonas. A chuva contínua aumentou o risco de deslizamentos de terras nas regiões afectadas. As autoridades do distrito de Murree, juntamente com as instituições competentes, foram postas em alerta máximo.

Trânsito numa rua inundada durante uma forte chuvada em Peshawar, Paquistão, 19 de fevereiro de 2024
Trânsito numa rua inu