Fotogaleria

25 de Abril de 1974, quinta-feira. E depois?

Travessa e Largo do Carmo. Os soldados formam um extenso cordão de segurança entre o povo e o quartel-general da GNR Alfredo Cunha
Fotogaleria
Travessa e Largo do Carmo. Os soldados formam um extenso cordão de segurança entre o povo e o quartel-general da GNR Alfredo Cunha

25 de Abril de 1974, quinta-feira é o título de um livro que reúne fotografias de Alfredo Cunha (algumas das quais inéditas) e textos de Luís Pedro Nunes (prefácio), Carlos de Matos Gomes (Da Guerra à Liberdade), Adelino Gomes (25 de Abril de 1974, quinta-feira) e Fernando Rosas (Que força é essa?). É uma obra dividida em três tomos: a guerra, o dia 25 de Abril e o período conturbado que se seguiu à Revolução dos Cravos. Nesta galeria podem ver-se imagens de cada um desses momentos. As legendas foram feitas a partir do livro, com a chancela Tinta-da-China, que chegará às livrarias esta quinta-feira.

Largo do Município. David contra Golias? Ignorando a hora exacta a que a metralhadora Browning 12,7 foi posicionada neste local (junto da entrada da Câmara Municipal), não é possível saber-se se foi ingenuidade ou desafio
Largo do Município. David contra Golias? Ignorando a hora exacta a que a metralhadora Browning 12,7 foi posicionada neste local (junto da entrada da Câmara Municipal), não é possível saber-se se foi ingenuidade ou desafio Alfredo Cunha
Próximo do Ministério do Exército, entre as 08h00 e as 09h00. Graduado da PSP coloca-se às ordens do capitão Salgueiro Maia, que se encontra acompanhado do cap. Tavares de Almeida, segundo-comandante da coluna, e do alferes mil.º Maia de Loureiro (à esquerda)
Próximo do Ministério do Exército, entre as 08h00 e as 09h00. Graduado da PSP coloca-se às ordens do capitão Salgueiro Maia, que se encontra acompanhado do cap. Tavares de Almeida, segundo-comandante da coluna, e do alferes mil.º Maia de Loureiro (à esquerda) Alfredo Cunha
Capitão Salgueiro Maia no Largo do Carmo
Capitão Salgueiro Maia no Largo do Carmo Alfredo Cunha
Largo do Carmo
Largo do Carmo Alfredo Cunha
Largo do Carmo entre as 18h40 e as 19h00
Largo do Carmo entre as 18h40 e as 19h00 Alfredo Cunha
Sede da PIDE. Os termos em que ocorreu a "célebre retirada dos quadros da parede" continuam hoje a dividir opiniões
Sede da PIDE. Os termos em que ocorreu a "célebre retirada dos quadros da parede" continuam hoje a dividir opiniões Alfredo Cunha
Sede da PIDE/DGS, meio da manhã de 26 de Abril
Sede da PIDE/DGS, meio da manhã de 26 de Abril Alfredo Cunha
Na lareira de um dos gabinetes da PIDE/DGS, ainda fumegam documentos que a polícia política passou a noite a queimar, riscando-os de um passado que quis ficasse desconhecido do futuro
Na lareira de um dos gabinetes da PIDE/DGS, ainda fumegam documentos que a polícia política passou a noite a queimar, riscando-os de um passado que quis ficasse desconhecido do futuro Alfredo Cunha
Comício, Beira, 1975
Comício, Beira, 1975 Alfredo Cunha
Marcelino da Mata. Condecorações do tenente-coronel
Marcelino da Mata. Condecorações do tenente-coronel Alfredo Cunha
Cemitério militar português, Bissau
Cemitério militar português, Bissau Alfredo Cunha
Gabu, Guiné, 1974. A bandeira branca. Ninguém é o mesmo depois de uma guerra. Nem os portugueses nem os africanos o são
Gabu, Guiné, 1974. A bandeira branca. Ninguém é o mesmo depois de uma guerra. Nem os portugueses nem os africanos o são Alfredo Cunha
São Tomé e Príncipe, 1975. O 25 de Abril dessacralizou o império. O império deixou de ser sinónimo de domínio e opressão
São Tomé e Príncipe, 1975. O 25 de Abril dessacralizou o império. O império deixou de ser sinónimo de domínio e opressão Alfredo Cunha
Lourenço Marques, 1974
Lourenço Marques, 1974 Alfredo Cunha
Lourenço Marques, 1975
Lourenço Marques, 1975 Alfredo Cunha
Lourenço Marques, 1975
Lourenço Marques, 1975 Alfredo Cunha
Sobrevoo da região de São Domingos, Guiné, 1973
Sobrevoo da região de São Domingos, Guiné, 1973 Alfredo Cunha
Bafatá, Guiné, 1974
Bafatá, Guiné, 1974 Alfredo Cunha
As tatuagens traduziram sentimentos dos soldados 
europeus que foram para África e as mãos dos africanos o desejo de liberdade. A rejeição da guerra e o desejo de liberdade tornados possíveis pelo 25 de Abril
As tatuagens traduziram sentimentos dos soldados europeus que foram para África e as mãos dos africanos o desejo de liberdade. A rejeição da guerra e o desejo de liberdade tornados possíveis pelo 25 de Abril Alfredo Cunha
A coluna da EPC permaneceu 62 horas em Lisboa. Treze horas e meia após o momento da chegada ao Terreiro do Paço, já escoltava para o posto do comando os últimos representantes do regime, a caminho do exílio. Regressa agora a Santarém, sob os aplausos dos lisboetas, que prosseguem a lua-de-mel com todos os militares que avistam
A coluna da EPC permaneceu 62 horas em Lisboa. Treze horas e meia após o momento da chegada ao Terreiro do Paço, já escoltava para o posto do comando os últimos representantes do regime, a caminho do exílio. Regressa agora a Santarém, sob os aplausos dos lisboetas, que prosseguem a lua-de-mel com todos os militares que avistam Alfredo Cunha
É numa chaimite e agora já na Grande Lisboa que, 37 dias depois, os filhos dos capitães de Abril hão-de comemorar o seu primeiro Dia Mundial
É numa chaimite e agora já na Grande Lisboa que, 37 dias depois, os filhos dos capitães de Abril hão-de comemorar o seu primeiro Dia Mundial Alfredo Cunha
Lisboa, 18 de Julho de 1974. Coronel Vasco Gonçalves, após ter sido empossado como primeiro-ministro do II Governo Provisório,Lisboa, 18 de Julho de 1974. Coronel Vasco Gonçalves, após ter sido empossado como primeiro-ministro do II Governo Provisório
Lisboa, 18 de Julho de 1974. Coronel Vasco Gonçalves, após ter sido empossado como primeiro-ministro do II Governo Provisório,Lisboa, 18 de Julho de 1974. Coronel Vasco Gonçalves, após ter sido empossado como primeiro-ministro do II Governo Provisório Alfredo Cunha