PJ localiza recém-nascido levado de hospital de Faro e detém casal responsável

O recém-nascido, segundo a PJ, era alvo de “medida de promoção e protecção cautelar”, estando à guarda do Centro Hospitalar Universitário do Algarve.

Foto
Os detidos serão agora presentes à Autoridade Judiciária competente no Tribunal em Faro Daniel Rocha
Ouça este artigo
00:00
01:14

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um casal que na passada quinta-feira levou do berçário do hospital de Faro um recém-nascido que estava sob protecção cautelar, foi anunciado esta terça-feira.

Em comunicado, a PJ adianta que o recém-nascido, que foi localizado na madrugada desta terça-feira, era alvo de “medida de promoção e protecção cautelar”, encontrando-se à guarda do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA).

Após a sua localização, “foi de imediato salvaguardado o apoio médico através do INEM [Instituto Nacional de Emergência Médica], que assegurou os primeiros cuidados de socorro e retorno ao hospital, onde se encontra em observação”, lê-se na nota.

Na sequência de “diligências de investigação desenvolvidas de forma ininterrupta”, a directoria do Sul da PJ localizou e deteve o casal responsável pelo desaparecimento do bebé, com 45 e 37 anos, na zona de Faro.

Os detidos serão agora presentes à Autoridade Judiciária competente no Tribunal em Faro, no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Faro.

A investigação prossegue a cargo da Polícia Judiciária, que irá prestar esclarecimentos adicionais pelas 15h desta terça-feira, na directoria de Faro da PJ.

Sugerir correcção
Comentar