Descobertas iguanas cor-de-rosa juvenis nas ilhas Galápagos

É a primeira vez, desde a sua descoberta, que estes répteis juvenis são avistados.

i-video

Um grupo de cientistas descobriu uma população juvenil de iguanas terrestres cor-de-rosa nas ilhas Galápagos.

É a primeira vez que este réptil, nativo de uma única ilha no arquipélago equatoriano - Isabela - é avistado, desde que espécie foi descrita em 2009 num artigo publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences por Gabriele Gentile, da Universidade de Roma-Tor Vergata.

“Não fomos os primeiros a avistar este animal, mas somos os primeiros a descrevê-lo e a dizer que se tratada de uma nova espécie”, disse na altura Gentile à agência Reuters. A primeira vez que foram vistas as iguanas rosadas com riscas pretas foi em 1986. Depois disso, foram avistadas muito poucas vezes. E, agora, é a primeira vez que se avistam estas iguanas mais jovens.

As iguanas cor-de-rosa, criticamente ameaçadas de extinção, têm mais de um metro de comprimento e pesam 12 quilos. Parecem viver apenas junto a um único vulcão, com cerca de 350 mil anos.

<