Charles Stepney devolveu o sagrado aos que romperam com a igreja

Quando morreu, o público nem lhe sentiu a falta, embora a sua música fosse escutada por multidões. Agora a sua família lançou Step on Step, um disco que reúne gravações caseiras.

Foto

No dia 17 de Maio de 1976, Charles Stepney acordou bem-disposto na sua casa na margem sul de Chicago. Aos 45 anos sentia-se realizado e feliz, mas estava exausto. Diabético, recentemente tivera um ataque cardíaco, daquelas coisas que acontecem a um homem de meia-idade com três filhas que passou a vida adulta a trabalhar 12 horas fora de casa, e depois a roubar horas ao sono para estudar, compor ou gravar alguma coisa para avançar trabalho.

Sugerir correcção
Comentar