O amor não se comemora

Quando minha mãe ficava séria, e isso era o seu natural, alguma coisa se alterava no universo. Ela dizia: quando a nossa paisagem se desfigura, é como um pasto que seca. Último Natal na casa do Douro.

especial-agustina-bessaluis,cultura,agustina-bessaluis,literatura,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
Mónica Baldaque na casa da Rua do Gólgota, onde os pais viveram desde 1971 até à morte de ambos nelson garrido
especial-agustina-bessaluis,cultura,agustina-bessaluis,literatura,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
Mónica Baldaque nelson garrido
especial-agustina-bessaluis,cultura,agustina-bessaluis,literatura,culturaipsilon,porto,
Fotogaleria
"Correio da Noite", um conto a preto e branco, preso com uma corrente de oiro ao ano de 1934, tinha minha mãe 12 anos. E eu só entrava nele se tivesse o dom de me transformar em poeira, e tenho. nelson garrido

É preciso ter as mãos vazias, para dizermos adeus,
escreveu Agustina.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários