Pandemia: 37% dos doentes crónicos tiveram dificuldade no acesso a cuidados de saúde

Foi sobretudo nas consultas de rotina nos centros de saúde e nos hospitais públicos que os dois mil inquiridos sentiram maiores dificuldades de acesso a cuidados relacionados com a sua doença.

Foto
No início da pandemia, os hospitais e centros de saúde tiveram de criar circuitos alternativos para doentes respiratórios e para os restantes doentes Nelson Garrido

Mais de um terço dos dois mil doentes crónicos que participaram num inquérito sobre a gestão da sua doença durante a pandemia disse ter tido dificuldades de acesso a algum tipo de cuidados de saúde relacionados com a sua doença, com especial destaque para as consultas de rotina nos centros de saúde e nos hospitais públicos. A maioria pede mais profissionais de saúde dedicados ao acompanhamento das doenças crónicas (68,3%) e um maior número de consultas de rotina (53,5%).

Sugerir correcção
Comentar