PS travou isenção do IMT para jovens mas deixou passar o orçamento de Lisboa

Documento foi discutido e votado esta quarta-feira. Prevê uma despesa na ordem dos 1300 milhões de euros.

Foto
Este é o segundo orçamento apresentado por Carlos Moedas Miguel Manso/Arquivo

Depois de quase nove horas de discussão, o orçamento municipal de Lisboa para 2023 foi esta quarta-feira aprovado em reunião de câmara. O documento foi votado por pontos, tendo os votos favoráveis de PSD e CDS e, na maioria dos pontos, votos contra de PCP, BE, Livre e vereadora independente Paula Marques. O PS, à semelhança do que fizera com o orçamento de 2022, e tal como já anunciara, absteve-se, permitindo assim a sua viabilização.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários