Fotogaleria

“Todas as pipocas” por um bilhete de cinema: na Tailândia, até baldes serviram

Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente Reuters/ATHIT PERAWONGMETHA
Fotogaleria
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente Reuters/ATHIT PERAWONGMETHA

Caixas, caixotes (de cartão e do lixo), panelas gigantes: num centro comercial em Banguecoque, na Tailândia, um cinema vendeu "todas as pipocas que conseguires comer" por 199 baht (cerca de seis euros). E os clientes levaram o desafio a sério — como se vê pelos originais recipientes que levaram para as armazenar.

Pelo que seria o preço de um bilhete para ir ver um filme, os tailandeses também puderam encher o copo as vezes que quiseram. E assim matar a sede que, com certeza, terá deixado alguns a pensar que o habitual balde é, de facto, suficiente. 

Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente EPA/NARONG SANGNAK
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente EPA/NARONG SANGNAK
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente
Um cinema em Banguecoque, na Tailândia permitiu que os clientes levassem o próprio recipiente Reuters/ATHIT PERAWONGMETHA