Segurança reforçada em Pequim e Xangai em dia de novo recorde de casos de covid-19 na China

Autoridades nas duas cidades em que houve protestos mais veementes contra o regime montaram barreiras de segurança e reforçaram policiamento. Pequim recusa relato da BBC sobre jornalista “agredido”.

xangai,xi-jinping,bbc,partido-comunista-chines,mundo,china,
Fotogaleria
Polícia de Xangai montou várias barreiras azuis ao longo das principais avenidas da cidade Reuters/CASEY HALL
xangai,xi-jinping,bbc,partido-comunista-chines,mundo,china,
Fotogaleria
Folhas brancas foram exibidas em protesto em Pequim Reuters/THOMAS PETER
xangai,xi-jinping,bbc,partido-comunista-chines,mundo,china,
Fotogaleria
Folhas brancas foram exibidas em protesto em Pequim EPA/MARK R. CRISTINO
xangai,xi-jinping,bbc,partido-comunista-chines,mundo,china,
Fotogaleria
Protesto em Pequim Reuters/THOMAS PETER

No dia em que a China atingiu um novo recorde de casos diários de covid-19 e depois de um fim-de-semana de protestos inéditos contra o regime, as autoridades chinesas reforçaram nesta segunda-feira as medidas de segurança em várias cidades do país, com destaque para a capital, Pequim, e também Xangai, onde foram erguidas barreiras nos locais onde se realizaram as manifestações.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários