Dois mauzões com coração no ringue do Teatro Aberto

Na sua leitura da obra, Lourenço respeitou a estrutura determinada pelo autor, criando as sucessivas cenas como rounds de um combate de boxe.

cultura,teatro-aberto,critica,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Miguel Guilherme como Leo; Gonçalo Almeida é Jojo filipe figueiredo
cultura,teatro-aberto,critica,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Miguel Guilherme filipe figueiredo
cultura,teatro-aberto,critica,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Peça de Lutz Hübner escrita em 1996 filipe figueiredo

Ao princípio é como uma espécie de combate. Dois homens, fechados num quarto, nenhum deles satisfeito com a presença do outro, forçados pelas circunstâncias ao convívio. Hostilidade, primeiro; resignação, a seguir; aproximação e no fim cumplicidade. Assim, à primeira vista, é como uma daquelas histórias de superação da diferença, um daqueles encontros de gerações que caem facilmente na lamechice ou são uma visão simplista do humanismo. Ou estará mais alguma coisa escondida debaixo da superfície de O Coração de Um Pugilista?

Sugerir correcção
Comentar