Anfiteatro romano de Ammaia vai renascer e levar música aonde antes havia feras e gladiadores

Arqueólogos que escavam a antiga cidade querem ver este recinto que caiu em desuso quando o império se cristianizou ganhar vida. Com ou sem ele, Ammaia vale bem a visita.

romanos,patrimonio,culturaipsilon,arqueologia,
Fotogaleria
Do anfiteatro de Ammaia tem-se vista para Marvão, no topo da serra do Sapoio Cortesia: Joaquim Carvalho/Fundação Cidade de Ammaia
DCIM\100MEDIA\DJI_0898.JPG
Fotogaleria
Vista aérea do anfiteatro de Ammaia feita com recurso a um drone Cortesia: José Ventura/Fundação Cidade de Ammaia
romanos,patrimonio,culturaipsilon,arqueologia,
Fotogaleria
Exemplar da colecção de vidros recuperada na antiga cidade Cortesia: Joaquim Carvalho/MNA/DGPC/Fundação Cidade de Ammaia

Andamos sobre a erva molhada entre oliveiras, nogueiras, castanheiros e aveleiras. Mesmo sem vermos vestígios das velhas casas romanas, sabemos que caminhamos sobre elas e imaginamo-nos a escorregar pelos telhados, a percorrer as artérias mais movimentadas em direcção ao fórum ou a entrar numa das muitas lojas perto da basílica de Ammaia, cidade fundada há dois mil anos junto ao rio Sever, hoje nas imediações de São Salvador da Aramenha, a seis quilómetros de Marvão.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários