Caso Taylor Swift aumenta pressão sobre gigante dos bilhetes Ticketmaster

Departamento de Justiça norte-americano investiga empresa por práticas anti-concorrenciais. Fiasco em torno da digressão da cantora reacendeu polémica.

Foto
Taylor Swift em palco Mario Anzuoni/Reuters

O poder de Taylor Swift é tal que não só bateu novo recorde e saiu vencedora do prémio de Artista do Ano nos American Music Awards (AMA) como também se tornou o rosto de uma investigação à Live Nation e à Ticketmaster, gigantes norte-americanas da promoção e da venda de ingressos para espectáculos e outros eventos. Entre problemas técnicos e uma “procura sem precedentes”, o acesso aos bilhetes para a próxima digressão da cantora gerou o caos na semana passada, vindo entretanto a saber-se que existe já uma investigação do Departamento de Justiça dos EUA, mas também nalguns estados do país, como uma espécie de culminar de anos e anos de queixas de milhões de fãs quanto às dificuldades de acesso aos ingressos e à subida astronómica de preços impostas por aquelas empresas.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários