Casa da Arquitectura lança um olhar sobre o que Matosinhos poderia ter sido

O 5.º aniversário da instituição decorre entre 19 e 27 de Novembro com uma nova exposição e doações, homenagem a Rafael Moneo, debates e o lançamento do catálogo de Flashback Carrilho da Graça.

NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Maqueta do projecto de Teresa Fonseca para o Centro de Ciências e Tecnologias do Mar Nelson Garrido
NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Exposição na Galeria da Casa tem, além de documentos de arquivo, entrevistas e depoimentos de arquitectos e autarcas NELSON GARRIDO
NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Exposição é integralmente constituída por materiais do Arquivo da Casa da Arquitectura NELSON GARRIDO
NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Desenhos do projecto de Pedro Ramalho para a remodelação do Cine-Teatro Constantino Nery NELSON GARRIDO
NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Exposição vai ficar patente até ao próximo ano NELSON GARRIDO
NEG - 16 NOVEMBRO 2022 -  EXPO CASA ARQUITECTURA - MATOSINHOS NAO CONSTRUIDA
Fotogaleria
Exposição [Do Arquivo] Matosinhos não construído Nelson Garrido

Uma notícia no PÚBLICO de 23 de Abril de 1999, com o título “O que Matosinhos perdeu”, fazia referência ao projecto que a arquitecta Teresa Fonseca tinha apresentado ao concurso para um centro de Ciências e Tecnologia do Mar a edificar na então já desactivada fábrica da Real Vinícola. Esse projecto tinha sido preterido pelo de outro concorrente, mas a obra acabaria por não ser construída e, cerca de duas décadas depois, aí nasceria a actual Casa da Arquitectura. É bem provável que, hoje, uma notícia sobre esse caso tivesse como título “O que Matosinhos ganhou”.

Sugerir correcção
Comentar