Wrexham AFC, um renascimento escrito em Hollywood

Há dois anos que este clube galês da quinta divisão foi comprado por duas “estrelas” de Hollywood e se tornou conhecido graças a um documentário.

Foto
Rob McElheney e Ryan Reynolds são donos do Wrexham desde 2020 Action Images via Reuters

Há duas tendências que atravessam o futebol moderno: o investidor que vai salvar determinado clube da desgraça; o documentário sem capítulos que promete acesso sem filtros aos bastidores de um clube. Em nenhum dos casos o sucesso é garantido. Há muitos investidores, desses que prometem milagres, que se transformam no pior pesadelo dos adeptos e só pioram a situação que já era má – em casos mais extremos, o clube acaba. E, no que diz respeito aos tais documentários que prometem acesso inédito, alguns não passam de exercícios de relações-públicas, não muito diferentes de conteúdos produzidos pelos próprios clubes.

Sugerir correcção
Comentar