Moedas voltaria a tirar cartazes do Marquês de Pombal e desafia o PCP a apresentar queixa

Cartazes foram retirados na semana passada, depois de a câmara ter dado dez dias aos partidos para os retirarem. Apesar de alguns partidos os terem retirado, outros, como o PCP, resistiram e consideraram acção de Moedas um “acto de censura”.

Foto
Cartazes foram retirados na semana passada Rui Gaudencio/Arquivo

Os cartazes de propaganda partidária que se encontravam na Praça Marquês de Pombal, no coração de Lisboa, foram retirados na semana passada, mas alguns partidos não se conformam com a decisão de Carlos Moedas e o seu argumento da “poluição visual”. Esta segunda-feira, em reunião do executivo, o vereador comunista João Ferreira protestou novamente contra a acção do autarca, acusando-o de “violar a liberdade de expressão”. Na resposta, ouviu de Moedas que voltaria a fazer igual e foi desafiado a ir para os tribunais.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários