Mãe e filha

Mães e filhos, faço ideia. Pais e filhos, também. Pai e filhas, sei muito bem. Mas mãe e filhas, nunca hei-de saber, nunca nenhum homem há-de saber.

Não apanho uma única palavra da conversa delas. Descem a rua como se tivessem quatro pernas, mãe e filha, quatro pernas a fugir de tudo e de todos, embaladas pela conversa, com as pontas dos narizes quase a tocar, ambas louras, ambas iguaizinhas, a correr rua abaixo como uma aranha ensimesmada, fascinadas uma pela outra, a rir e a conspirar, como se soubessem um segredo que mais ninguém sabe.

Sugerir correcção
Ler 20 comentários