Angel Olsen: “Nunca mais voltarei a ser a mesma”

A morte dos pais, a descoberta de um novo amor, uma transformação decisiva. Angel Olsen vem apresentar Big Time a Lisboa, dias 26 e 27 de Setembro. Álbum primoroso, (i)maculadamente clássico, intemporal. “É muito especial e é muito triste, é tudo ao mesmo tempo”, diz.

Foto
Angela Ricciardi

“Sigo apenas a minha vida e os discos acabam por traduzir essa parte da existência”, dizia ao Ípsilon em 2019, quando o dramatismo de All Mirrors se anunciava. “Acho que vale muito a pena apaixonar-me e estar vulnerável, vale a pena ter o coração partido porque pode crescer-se com essa experiência”, confessava um ano depois, quando surgiu Whole New Mess.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários