A pão de forma da Volkswagen renasceu eléctrica

O ID.Buzz apresenta-se nas versões MPV, para passageiros, e Cargo, a pensar no transporte de mercadorias. A autonomia chega aos 425 quilómetros.

Fotogaleria
O design do Volkswagen ID.Buzz lembra a pão de forma, mas não é consensual DR
Fotogaleria
Volkswagen ID.Buzz 2022 DR
Fotogaleria
Volkswagen ID.Buzz 2022 DR
Fotogaleria
Volkswagen ID.Buzz 2022 DR
Fotogaleria
Volkswagen ID.Buzz 2022 DR

Comercializada a partir de 1950, a Volkswagen Type 2, baptizada em Portugal com a alcunha de pão de forma, foi um dos modelos mais bem-sucedidos da marca alemã, mas também depressa se tornou símbolo de liberdade, sendo associada aos movimentos de contracultura dos anos 60 e 70 do século XX (e ainda hoje o modelo original é um objecto de desejo). Agora, com o renascer eléctrico e com um novo nome (ID.Buzz), o furgão parece tentar reconquistar esse estatuto de modelo intemporal — e especial.

Sendo o primeiro veículo totalmente eléctrico concebido pela Volkswagen Veículos Comerciais, chega em duas versões: ID.Buzz, um multi-purpose vehicle destinado a passageiros que privilegiem uma vida activa e sem amarras, e o ID. Buzz Cargo, idealizado para o transporte de mercadorias. Uma espécie de canivete suíço, com muito espaço para viajar, trabalhar ou simplesmente desfrutar da estrada.

O design lembra a pão de forma, mas não é consensual. Enquanto uns afirmam tratar-se de um desenho que cativa, outros estranham as linhas que lembram um grande casulo. Certo é que, de forma a esticar a autonomia, a aerodinâmica foi uma das preocupações de base. E, apesar do seu tamanho (comprimento de 4712mm e altura de quase dois metros), apresenta um coeficiente de arrasto de 0,29. Já o facto de a marca ter localizado no piso do veículo a bateria, com uma capacidade útil de 77 kWh, faz com que se sinta um centro de gravidade mais baixo, o que limita o adornar, garante a VW.

No caso da versão de passageiros, o ID.Buzz é um cinco lugares espaçoso. À frente, condutor e passageiro sentam-se em bancos equipados de série com apoios de braços ajustáveis, enquanto atrás há um banco triplo, que se rebate na proporção de 40/60 e se ajusta longitudinalmente em 15cm e em proporção similar, para arranjar mais espaço para pernas ou para bagagem. E, mesmo que cinco pessoas sigam a bordo, há espaço para arrumar 1121 litros (sem a segunda fila de bancos, a capacidade aumenta para 2205 litros).

Com tracção traseira, o motor eléctrico debita 150 kW (204cv), estando disponível desde o arranque o binário máximo de 310 Nm, o que lhe permite acelerar de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos (a velocidade máxima é de 145 km/h). Mas o mais interessante é o carregamento que pode ser feito até 170 kW. Trocado por miúdos: em 30 minutos, recupera-se a carga da bateria de 5 para 80%.

Também é possível em estações rápidas compatíveis carregar através de Plug & Charge. Isto faz com que não sejam necessários cartões ou aplicações: basta ligar o veículo ao posto e a activação e facturação são automáticas. É possível ainda recarregar a bateria em pontos públicos de até 11 kW ou em tomadas domésticas. O ID.Buzz, com um consumo homologado de 20,8 kWh/100 km em circuito misto, promete uma autonomia de até 425 quilómetros.

Entre as novidades estão novos sistemas de assistência ao condutor: assistente de viagem, que utiliza os dados para permitir uma mudança de faixa sem intervenção do condutor (uma função opcional para mercados em que a legislação o permite), o sistema Park Assist Plus, com função de memória para manobras automáticas em lugares onde é habitual estacionar, seja na garagem em casa, num espaço no trabalho ou num lugar de um centro comercial.

Já de série, o ID.Buzz chega equipado com Car2X (avisos de perigos nas proximidades) e com Front Assist, com capacidade para identificar peões e ciclistas e travar automaticamente em caso de emergência. E promete não ficar por aqui: graças ao mais recente software da Volkswagen, as actualização dispensam uma ida a uma oficina da marca, sendo possível fazê-las over the air.

O ID.Buzz, cuja produção prevista para este ano, de 15 mil unidades, já está quase esgotada, começa a chegar aos mercados este Outono, depois de ter lançado as encomendas em Maio. O preço arranca nos 60.688€ (para empresas, 49.340€ + IVA). A versão Cargo é proposta desde 53.671€ ou 43.635€ + IVA.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários