Há mais uma mercearia social. Pedidos de ajuda alimentar sobem

Desde Junho que houve um aumento de 60 agregados nas listas de pedidos de apoio ao Centro Padre Alves Correia, que trocou os cabazes por uma nova mercearia social. No Banco Alimentar números de utentes estão estáveis mas há mais instituições a pedir ajuda. Cáritas prevê maior pressão e está preocupada com diminuição da qualidade alimentar.

#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Mariama Baldé vem da Amadora à Estrela, em Lisboa Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Maria Mendes recorre ao CEPAC há anos Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
A Mercearia Sabura abriu mesmo ao lado da sede do CEPAC Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Ana Mansoa, Lisboa. Público
Fotogaleria
Ana Mansoa, directora do CEPAC, nota um aumento dos pedidos Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Dina Gonçalves faz atendimento ao público Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
A sede do CEPAC, que apoia imigrantes sobretudo dos PALOP Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Na opção de compras também há chocolates mas Ana Mansoa quer aumentar a qualidade alimentar da oferta Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Maria Mendes vai de transportes públicos para casa Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Amélia Sousa, 50 anos, vem de São Tomé e vive há três anos em Portugal Nuno Alexandre
#NMA Nuno Alexandre – 25 de Agosto 2022 – Mercearia comunitária Sabura, CEPAC centro padre alves correia, Lisboa. Público
Fotogaleria
Jancileide Fonseca tem trabalho de forma irregular Nuno Alexandre

Há sete anos que Mariama Baldé, 68 anos, é apoiada pelo Centro Padre Alves Correia (CEPAC), em Lisboa, e todos os meses vem da Amadora à Estrela, onde fica a sede, para buscar alimentos. Leva nos sacos, que irá carregar de transportes públicos, cereais, azeite e óleo, arroz, leguminosas, chocolate, bolachas… Tudo isto vai dar para cerca de uma semana, diz, porque em sua casa vivem nove pessoas; a filha trabalha numa empresa de limpezas, mas ganha o ordenado mínimo, que não chega para sustentar todos. Mariama veio por razões de saúde, é uma das várias pessoas apoiadas no CEPAC com esta condição.

Sugerir correcção
Ler 10 comentários