Mortes acima do esperado ultrapassam as 7500 nos primeiros sete meses deste ano

Direcção-Geral da Saúde só tenciona divulgar em 2023 a análise dos excessos de mortalidade observados este ano e no ano passado. O PÚBLICO calculou as mortes acima do esperado a partir dos dados da plataforma da vigilância de mortalidade.

Foto
Mais de 7500 mortes acima dos esperado nos primeiros sete meses do ano Manuel Roberto

Depois de dois anos de pandemia de covid-19, em que o número de mortes por todas as causas ultrapassou o patamar de 120 mil por ano, se a tendência dos sete primeiros meses de 2022 se mantiver, este ano voltaremos a transpôr esta barreira. O número de óbitos continua muito elevado, mesmo nos meses de Primavera e Verão. Assumindo que “o padrão temporal da mortalidade sofreu uma alteração após o início da pandemia”, o Ministério da Saúde anunciou esta sexta-feira que está a preparar um “estudo aprofundado” sobre os “excessos de mortalidade” (mortes acima do esperado face à média de anos anteriores) observados em 2020, em 2021 e ao longo deste ano.

Sugerir correcção
Ler 20 comentários