Estudos, encomendas e aeroportos

Uma Avaliação Ambiental Estratégica deve ser o ponto de partida e não o ponto de chegada. O que se tem feito são opções políticas e encomendadas as AAE que as suportem.

Ontem a TSF noticiava que o adiamento do novo aeroporto custa ao país sete mil milhões de euros e 28.000 empregos “no cenário mais otimista”, de acordo com o estudo da EY para a Confederação do Turismo de Portugal (CTP) divulgado nesta quinta-feira.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários