Sejamos utópicos: a arte de Gabriel Chaile é mesmo para todos

A morar em Portugal, o artista argentino realiza aqui a sua primeira individual no país.

Foto
NFS Nuno Ferreira Santos - 24 Junho 2022 -Exposicao do Artista Gabriel Chaile na galeria Kunsthalle Lissabon Nuno Ferreira Santos

O convite era intrigante: a fotografia de uma folha de papel A4 impressa, colada numa caixa de rua dos serviços camarários, onde se podia ler a frase “imigrantes são bem-vindos”. A inauguração, pelo que se contava, seria uma surpresa que não podia ser desvendada com antecedência. O artista, Gabriel Chaile, é dos mais interessantes da cena artística actual. Esteve em 2021 na Galeria Municipal do Porto, na colectiva Pés de Barro, e este ano na Bienal de Coimbra. E isto para não falar na Bienal de Veneza onde, na grande exposição que enchia o pavilhão dos Giardini e o edifício do Arsenale, abria este último, com gigantescas figuras em barro que lembravam antigos vasos do mesmo material, vindos das culturas pré-colombianas. Tudo se concertava para estimular a curiosidade de quem anda nestas lides.

Sugerir correcção
Comentar