Coimbra, a manteiga que não tem EE

Uma pessoa pensa que já provou todas as manteigas que se fazem no país e, de repente, descobre que há uma marca que se chama Manteiga Coimbra, mas que é feita na zona de Lisboa há 54 anos.

Foto
Pedro Milagaia com o pai, Manuel Nuno Ferreira Santos

Ninguém tem de ser especialista em análise sensorial para concluir que as grandes manteigas nacionais são açorianas. É um axioma que nos entra pela boca e tem, grosso modo, duas causas: a nata proveniente de leite de pastagem e os dois modos de produção, o artesanal versus industrial, com destaque para o primeiro. Significa isso que só nos Açores se produz boa manteiga? Não. A Manteiga Coimbra (criada há 54 anos e agora na terceira geração familiar) é um bom exemplo disso. Mas antes de esmiuçarmos a marca, convém dissertar um pouco sobre os processos tecnológicos da produção de manteiga, a partir da experiência açoriana. Por questões didácticas.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários