Mais de um quarto das mortes por afogamento não foram acidente. Dados sobre maiores de 65 anos “são alarmantes”

Taxa de mortalidade por afogamento nos maiores de 65 anos registou um valor considerável. Investigadora pede um Plano Nacional de Segurança Aquática e Prevenção de Afogamentos.

Foto
O estudo analisou as mortes acidentais mas também as mortes intencionais Pedro Cunha

Em quase três décadas, 6057 pessoas morreram afogadas em Portugal, na maioria adultos. Destas mortes registadas entre 1992 e 2019, 1649 foram afogamentos intencionais, ou seja, 27%. Os homens representam 69% das mortes por afogamento a nível nacional. Além disso, o número de pessoas com 65 ou mais anos que morreram afogadas é também considerável: representam mais de um terço do total de óbitos (38%).

Sugerir correcção
Comentar