Os animais que deixam de andar “não estão condenados” — e podem ser felizes

Uma alteração na mobilidade de um animal de companhia não tem de ser uma decisão de fim de vida. “Um animal de cadeira de rodas é um animal que tem qualidade de vida. Eles não querem saber como andam, querem é brincar e ir atrás do dono.”

#TBL - Reabilitacao caes FRA - Porto�
Fotogaleria
Olivia, uma cadela tetraplégica, numa sessão de hidroterapia Tiago Lopes
Cão
Fotogaleria
Rui Gaudêncio

Faltava “um bocadinho de rebeldia” na matilha de João Ferreira, que não parava de pensar em Allegra. O jovem algarvio “queria muito adoptar” a enérgica cadela, mas receava “o dia-a-dia com um animal incontinente e paraplégico”. Não sabia se queria mudar fraldas todos os dias, ou andar ao colo com uma cadela de 15 quilogramas.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários