Dessalinizar a água do mar pode salvar-nos da seca? Em Porto Santo já se faz, no Algarve está a caminho

Preço da água purificada pode ficar entre os 35 e 50 cêntimos por metro cúbico, mas há outros riscos a ter em conta, como a salmoura resultante do processo e a poluição. Ainda assim, é uma das melhores soluções para evitar a escassez – e já há uma ilha em Portugal cuja água para consumo humano é toda proveniente da dessalinização.

Foto
Ilha de Porto Santo, na Madeira

Com tantos quilómetros de costa em Portugal, transformar a água salgada em água potável parece uma solução demasiado boa para desperdiçar. Certo é que já existe uma central dessalinizadora em Porto Santo, na Madeira, que funciona há mais de 40 anos – e está prevista outra para o Algarve, já em fase de projecto. Ainda assim, o processo pode trazer outros custos e riscos, como a salmoura resultante e as emissões necessárias para a sua produção. Mas, para o engenheiro Joaquim Poças Martins, é inequívoco que “a reutilização de água e a dessalinização fazem parte da solução para o problema da seca” no país.

Sugerir correcção
Ler 22 comentários