A falácia da “ansiedade” e da “depressão”

A inexatidão abunda. Esta linguagem comum sobre “ansiedade” e “depressão” é enganadora e haverá consequências, por certo.

Aplicar a palavra falácia a termos como “ansiedade” ou “depressão” não se faz para as definir como inexistentes. Não se trata de uma afirmação antipsiquiatria. São termos vulgarmente usados que se estabeleceram pelo seu uso indiscriminado e sem cautela. São empregados de forma lata, generalista, contraproducente para uma literacia em saúde. A educação para a saúde não deve ser confundida com um ato de simplificação, até porque não pode existir sem substanciação científica.

Sugerir correcção
Comentar