André Ventura admite não ter dados sobre casos de “subsidiodependência” em Portugal, uma das ‘bandeiras’ do Chega

Depois de ter feito da luta contra os “Mercedes à porta” e atribuição indevida de RSI, uma das principais mensagens do Chega, candidato reconhece não ter quaisquer dados sobre problema: “Como é quer que saiba se não há fiscalização?”

Foto
Candidato esteve em Aveiro esta terça-feira LUSA/NUNO ANDRÉ FERREIRA

O centro da cidade de Aveiro foi o palco escolhido para a acção de campanha do Chega esta terça-feira. À chegada ao local, André Ventura acenou novamente uma das principais bandeiras do partido: o combate às atribuições indevidas do Rendimento Social de Inserção (RSI). Só que, questionado pelos jornalistas sobre o número de casos de “subsidiodependência no país”, reconheceu não ter quaisquer dados sobre o número de casos ou o montante dinheiro perdido pelo Estado com este problema levantado pelo Chega.

Sugerir correcção
Ler 29 comentários