Do bom uso da liberdade

A coragem destas pessoas em Hong Kong ou Moscovo ajuda-nos a valorizar a nossa própria liberdade. E, sobretudo, a fazer bom uso dela.

1. É verdade. Passámos o último dia do ano nas filas para os testes ou fechados em casa. É verdade também que, nos países com os quais nos podemos comparar, sobretudo na Europa, foi exactamente a mesma coisa o que aconteceu. Como é verdade que as discussões em torno das medidas tomadas pelos governos sobre as dificuldades dos hospitais e dos sistemas de saúde ou o que fazer com as escolas, abrir ou fechar, ou ainda como acelerar o ritmo das doses de reforço das vacinas, são exactamente as mesmas.

Sugerir correcção
Ler 17 comentários