PPM e PURP fora das legislativas: Constitucional chumba coligação duas vezes

O primeiro pedido foi recusado por não ser feito pelos presidentes dos partidos mas por um mandatário e o segundo por ser entregue fora do horário da secretaria.

Foto
TC chumbou duas vezes a coligação entre o PPM e o PURP @Daniel Rocha

Pela segunda vez em seis dias, o Tribunal Constitucional rejeitou a coligação entre o Partido Popular Monárquico (PPM) e o Partido Unido dos Reformados e Pensionistas (PURP). Os dois partidos tinham entregado as listas de candidatos a todos círculos eleitorais do continente dentro do prazo e até já tinham recebido luz verde para alguns – ainda nesta quarta-feira de manhã receberam aval à lista pelo distrito de Faro –, mas agora ficam impedidos de concorrer às eleições legislativas de 30 de Janeiro.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários