Recurso a médicos reformados, máscara obrigatória, reforço das equipas de vacinação. As medidas do Governo à lupa

Governo justifica as novas medidas com a “actual situação epidemiológica”. Regras entram em vigor a 1 de Dezembro, com a situação de calamidade.

Foto

“A actual situação epidemiológica e os indicadores de avaliação da evolução da pandemia da doença covid-19 recomendam a adopção de medidas imediatas que permitam fazer face, de forma eficaz e pronta, à evolução negativa da situação epidemiológica”, explica o Governo no decreto-lei publicado este sábado à noite, juntamente com a Resolução do Conselho de Ministros, com as novas regras para controlo da pandemia. Na quinta-feira passada o primeiro-ministro revelou que o país vai passar a situação de calamidade a partir de 1 de Dezembro, que se mantém válida até 20 de Março do próximo ano.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários