Sem estudos prévios, desenha-se um mega-hotel no Douro com olho no dinheiro de “vistos gold

O empreendimento turístico está projectado para os terrenos da antiga fábrica Milnorte, na Régua, agora propriedade da Blend in Douro. Autarquia alterou o PDM em 2017, mas adianta que novo uso do terreno já tinha sido definido em 2002, pelo Plano de Ordenamento das Albufeiras da Régua e Carrapatelo.

Maquete do projecto
Fotogaleria
Maquete do projecto DR
unesco,douro,local,turismo,ambiente,ordenamento-territorio,
Fotogaleria
DR
unesco,douro,local,turismo,ambiente,ordenamento-territorio,
Fotogaleria
DR
unesco,douro,local,turismo,ambiente,ordenamento-territorio,
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR

“Um projecto multiusos construído entre os socalcos de vinha do deslumbrante Vale do Douro com 11 hectares sobranceiros ao rio Douro, com uma frente ribeirinha de cerca de 500 metros. O projecto consiste em um hotel resort cinco estrelas com 80 suítes, 60 villas luxuosas, todas com piscina infinita à beira do rio, spa, restaurante panorâmico, marina, quadra de ténis e padel, minigolfe, vinhedos e estação de trem privativa”. Esta é a descrição que pode ser lida no site do grupo de investidores InvestAureum​, sobre ao mais recente empreendimento turístico em carteira designado por Blend in Douro.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários