Caso Jamaica: Ministério Público quer penas suspensas para polícia e família Coxi

Procuradora considerou que acusações ficaram provadas em julgamento. Deixou recado sobre actuação de agente da PSP: “Estes agentes da autoridade são pessoas que estão necessariamente preparadas para poder actuar em situações como esta, tendo noção dos limites do que não pode ser ultrapassado”.

Foto
Rui Gaudencio

Quase um ano depois do início do julgamento a procuradora do Ministério Público pediu na quarta-feira a condenação de todos os intervenientes presentes a tribunal no caso Jamaica: os elementos da família Coxi (a mãe, Julieta, e os filhos Mas Hortêncio, Flávio e Higina) e o agente da PSP Tiago Andrade. Mas, no caso de o tribunal vir a decidir por prisão, que aplique a pena suspensa.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários